Blog Ir para Blog

Tipos de lustre: o ideal para cada cômodo da casa

Na decoração de uma casa a iluminação é um dos fatores que merece muita atenção. Ela pode ditar todo o clima do local. Por isso, ficar por dentro de algumas informações para acertar na escolha é fundamental. Os lustres com certeza dão um charme todo especial para qualquer ambiente, pensando nisso reunimos aqui algumas dicas de como escolher o lustre certo para cada cômodo da sua casa.

Lustre, pendente ou plafon?

Você sabe dizer a diferença entre lustre, pendente ou plafon? Muita gente nem imagina que exista essa diferença. Esses tipos de suporte para lâmpadas têm características bem particulares que influenciam e muito no resultado de iluminação de um local.

Normalmente, o lustre tem várias lâmpadas, que ficam colocadas em “ramificações”. Isso resulta em uma iluminação, geralmente, mais abrangente. Os lustres podem ser produzidos com peças feitas de metais pesados e cristais, ou até peças mais simples. É muito comum lustres elaborados e com muitos detalhes serem mais utilizados em decorações mais clássicas, mais isso não é uma regra.

Os Pendentes têm um ar mais contemporâneo e são mais usados em iluminações feitas para destacar algum ponto específico. Eles são ótimos para serem colocados sobre mesas de jantar, nos cantos das paredes ou sobre mesinhas e criados mudos.

O Plafon pode ser usado para produzir efeitos de luz direta ou indireta. Normalmente, ele ocupa o centro dos ambientes e é instalado bem próximo ao teto. Na iluminação indireta, o plafon de vidro irradia luz em direção ao teto, que a reflete para o ambiente. Este tipo de iluminação cria menos sombra e é mais agradável aos olhos, por isso é mais indicada para quartos e salas. Na iluminação direta, o vidro não impede que a luz alcance o ambiente, tornando-se ideal para salas de jantar, por exemplo.

Cuidados na hora de escolher e instalar

Independentemente se a escolha for lustre, pendente ou outro tipo de luminária, alguns pontos devem ser observados com muita atenção para não dar nenhum problema na hora da instalação ou do uso. No caso dos lustres, é recomendável verificar sua dimensão, para que ele não fique desproporcional ao restante da decoração.

Outro ponto que deve ser checado é o numero de lâmpadas que são usadas no modelo a ser escolhido para evitar um aquecimento excessivo no local onde ele será instalado. Preste atenção também no peso. Tenha certeza de que o local onde será instalado seu lustre ou luminária suporta tudo que ele possui.

Evite lustres, luminárias ou pendentes com peças e soquete de plástico, pois eles podem esquentar demais e derreter, causando até um curto-circuito. Procure evitar também lustres e pendentes na cozinha, pois como é um ambiente propenso a vapor e gordura, isso pode impregnar neles, dificultando a limpeza e conservação.

Em relação aos pendentes, não é aconselhável instalá-los em área de circulação, pois isso pode atrapalhar a locomoção das pessoas entre os ambientes.

E qual o melhor tipo de lâmpada para cada um?

Você deve estar se perguntando: Mas tem tipo de lâmpada certo para lustre ou pendente? A resposta é: sim é não. Isso porque depende do seu objetivo na iluminação do ambiente.

Como já foi dito, os lustres, pendentes ou outros tipos de luminárias são “suportes” e o que diferencia a iluminação é o tipo de lâmpada que usamos. Se a intenção é ter um ambiente bem claro, como um local de trabalho, a lâmpada mais indicada seria uma fluorescente, porque ela emite uma iluminação intensa e constante. Agora, se a intenção é ter uma iluminação mais amena, o mais indicado é optar por lâmpadas incandescentes.

Fonte: Essência Móveis

Tipos de lustre: o ideal para cada cômodo da casa